quarta-feira, junho 14, 2006

5h30 da madrugada...

... pela segunda noite consecutiva acordo com o barulho da chuva. Salto da cama. O Baco assusta-se e desata a miar que nem um louco. Não enxergo grande coisa, mas corro para a varanda. "A roupa estava seca!!! Porque é que não a apanhei ontem à noite???". Espreito janela afora e o panorama não é nada simpático. Abro a janela. Arghhhh!!! Que frio... Apanho a roupa. Metade cai-me ao chão e terá que ser novamente lavada, visto que a varanda, além de enxarcada, está chei ade terra vinda não sei de onde... Ainda há 2 ou 3 dias a lavei com tanto afinco e já está assim? Merda!!! Se tivesse ficado na cama, dava no mesmo...
Apanho a roupa. Atiro-a para cima do sofá. Alguma ainda está húmida e agradecia ser colocada no estendal de pé. Temos pena!!! É de noite e estou a dormir...
Tudo. Tudo idêntico ao episódio de ontem. Com ligeiras diferenças. Ontem voltei para a cama com a perfeita noção de podia continuar a dirmir até que me desse na real gana. Hoje, restava-me pouco mais de 1h de sono. Talvez movida por este pensamento, não adormeci logo. Merda!!! Que gaita!!!
Pouco antes das 7h o despertador toca. Não pode... Há aqui algo de errado. Ainda está tão escuro. Ainda? Zamiguinha, salta mas é da cama que hoje não vai estar muito mais luz do que a que estás a ver...
Violência!!!
É isso...
Violência é a palavra adequada para descrever estes episódios.
Se tenho mais alguns despertares como o de hoje, vou ter que implorar por uns dias de férias... O dia de hoje vai ser agreste. Custa tanto! E ainda por cima, este tempo dá-me cabo da energia e do corpo. O meu joelho já anda a avisar-me há uns dias que algo está para se passar... Mas hoje dói... e dói... e dói...
Ó chefe... Não me dá uma dispensasinha? Queria tanto ir pa casinha... Deixe lá. Eu compenso noutra altura. Faço uma hora extra durante um mês inteirinho. Se me deixar baldar hoje e na 6ª...
Deixe lá...

5 Comentários:

Às junho 14, 2006 10:30 da manhã , Anonymous francesco disse...

Tu deves ser uma gata mimada, com emprego, e a descreveres este episódio como violento…
Catarina, não está mal pensada, fazer uma hora extra durante um mês. Mas tem cuidado se o teu patrão ler “5.30 da madrugada” ainda vai descontar-te os dois dias e vais ter que trabalhar durante um mês mais uma hora.

 
Às junho 14, 2006 2:24 da tarde , Anonymous carlos disse...

Uma noite de mau sono deixa sempre marcas Catarina e não ligues a bocas foleiras. Xicoração.

 
Às junho 14, 2006 10:29 da tarde , Blogger Catarina em Lx disse...

francesco,
violento é pouco... violentíssimo. E fiquei com a birra do sono até à hora do almoço.

carlos,
uma noite de mau sono, mais de dois anos sem férias, dias difíceis... arghhh resumidamente: episódios violentos ;)

 
Às junho 15, 2006 5:44 da tarde , Blogger SOD, o Pérfido disse...

Com joelho desses não consegues prever o tempo que fará?! Tens que começar a prestar mais atenção ao teu corpo. E a não deixar para amanhã o que podes fazer hoje.
Não faças como eu...

 
Às junho 21, 2006 12:21 da tarde , Blogger Catarina em Lx disse...

sod, o pérfido,
a malta até se deita a adivinhar, mas como isto não é uma ciência exacta e a preguiça costuma atacar... depois acontecem coisas destas.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial