domingo, dezembro 14, 2008

Porque...

Porque às vezes basta uma palavra...
Porque nem sempre é preciso preparar o discurso
Porque espontaneidade é tudo...
E o inesperado gera sorrisos genuínos
E o sincero e honesto é tudo
Porque como sempre se disse, a razão tem razões que a própria razão desconhece
Porque nem tudo se entende, contextualiza, explica, transmite...
Porque o tempo até pode parar e esperar pelo que está certo
E os olhares que se cruzam dizem muito mais que poemas, discursos ou romances...
Porque a presença não tem que ser sempre física
Porque a partilha é de muito mais que alma
Porque tudo é demais para se conter num peito...

Etiquetas:

2 Comentários:

Às dezembro 15, 2008 9:42 da manhã , Blogger carlos disse...

Por vezes são os porquês desta vida que a governam e nos desgovernam as intenções.
Xicoração.

 
Às dezembro 16, 2008 2:37 da tarde , Blogger Catarina em Lx disse...

carlos,
os quês e porquês dão-nos é cabo de qualquer governo ou intenção... ;)

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial