terça-feira, outubro 23, 2007

Há dias assim... #32

No fundo já se sabia... quem dizer, não havia muito por onde ter dúvidas... Havia os indícios e os sinais e os olhares... mas...
Sempre mas, a dúvida, será??? Será que??? Querá que é??? Será que é mesmo???
Mas quando o que sabemos passa para as palavras... Palavras daquelas que têm letras e sons... que têm as letras todas... daquelas que todas juntas formam uma frase... e a frase até tem sentido e soa bem, e é daquelas que quase se podia cantar...
Tudo treme!
Será um tremor de terra?
Deve ser fraqueza... Já não como há imenso tempo... mínimo umas... meia hora...
E continua a tremer. De forma consistente e contínua...
E as palavras lá estão! Não desaparecem... Parecem ganhar força a cada revisita...
Não passa o tremor... e mais palavras... daquelas que fogem ao assunto e fingem indiferença... mas, porquê indiferença? Porque não anuir? Porquê tremer e correr em marcha atrás?
Há dias em que as palavras quebram o encanto.
Matam as dúvidas se é que tinham vida...
Há dias em que silêncio diz mais do que mil palavras...
Há dias em que os sorrisos deixam de ser cúmplices para passar a comprometidos...
E de repente um calor imenso na face... Houve um olhar cruzado, um sorriso tímido cheio de palavras não ditas, não ouvidas, não pronunciadas, não soletradas, não escritas... Palavras sem letras, sem cor, sem luz... Palavras cheias de sentido e de mensagem... Será que alguém notou?
Há dias em que no ar pairam balões de BD cheios de mensagens únicas e irrepetíveis e nossas e não partilhadas e...
Há dias em que um descodificador de balões de BD nos levariam a olhar chão... ou o ar em busca de cumplicidade...
Há dias em que o que se passa não se vê não se ouve não se sente não se testemunha não se comenta não se cobra... mas passa e apenas entre nós se passa...
Há dias em que um conceito ganha forma, mas continua a gerar uma quase repulsa, uma quase negação, uma quase desconstrução...
E o conflito é grande, mas aquilo que se sente começa a ser maior...
Há dias em que palavras surgem de novo na nossa boca, no nosso léxico...
Em que não sabemos o que pensar, como fazer, como dizer, como ouvir...
Há dias em que desaprendemos tudo e tudo sabemos, com a sabedoria de quem finalmente ouve a voz de dentro...
Há dias em que o conflito é por demais evidente e chama a atenção de quem tão bem nos sabe e nos diz Sê Feliz!!!
Há dias em que me apetece ser Feliz!!!
Há dias assim...

Etiquetas:

3 Comentários:

Às outubro 24, 2007 9:30 da manhã , Blogger Ele há horas assim... disse...

A menina Cat anda com borboletas no estômago...

:)

Beijinhos

 
Às outubro 24, 2007 10:30 da manhã , Blogger MT disse...

Aproveita.

Beijinhos

 
Às outubro 24, 2007 9:29 da tarde , Blogger Catarina em Lx disse...

ele há horas assim,
hehehe Há muito que não me cruzava com essa expressão ;)

mt,
acredita!!!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial