sábado, abril 07, 2007

Epílogo de uma noite de Feriado

Pois que a noite de ontem deu para tudo... Experimentei os mais diversos sentimentos, sensações e emoções:
surpresa, alegria, emoção, ansiedade, preocupação, pena (sim, é triste, eu sei!!!), desprezo, irritação, euforia, acolhimento assim tipo enroscadinho, dejá-vu, carinho, admiração, divertimento profundo e genuíno, satisfação, vergonha e embaraço, ego inchado, segurança, amizade, apaziguamento, dever cumprido, alívio, quase desespero... enfim, e podia continuar e continuar e continuar.

A noite começou com uma amena cavaqueira descontraída e galhofante, via msn, depois de uma bela caminhada que me deixou com os bofes de fora... Estava combinada a saída para o mesmo sítio de todas as 1ª 6ª-feiras de cada mês, para a famosíssima noite rock anos 70/80. Surge o convite para jantar, o que de si já foi uma surpresa. Boa! Claro! Não haja aqui qualquer tipo de dúvida. Sorriso estampado, aí vamos nós para a loucura de uma night única. O jantar foi muito divertido e o grupo estava animadíssimo. Lá vamos nós para o "cumprimento do dever", tipo picar o ponto... e a night começa a animar. Apareceu mais gente e o ambiente era fantástico. Todos nos ríamos, todos mandavamos as nossas bocas... Era gargalhada geral a cada frase. A música prometia e o estado de espírito acompanhava. Um ambiente potencialmente perfeito.

Aparece então o mau momento da noite. Alguém chegou ao grupo e ficou histérico com uma determinada presença... Em menos de 10 segundos vejo-me envolvida numa telenovela que nem os mexicanos se lembravam. Lá andei eu a fazer de sei-lá-o-quê, a ver se acalmava a pessoa, que estava com uma vontade imensa de armar um escândalo do tamanho do mundo em frente a toda a gente, e que se me atracou como se não houvesse amanhã. Claro está que soube o que queria e o que não queria, porque a tal pessoa estava tão histérica e desequilibrada que perdeu qualquer réstia de discernimento e zinga!!! Vomita-me a história toda em menos de nada. Depois veio a crise e o "a minha vida não tem sentido" e eu a fazer de psicóloga. Depois de muita paciência gasta lá se conseguiu remediar a coisa e evitar o escândalo, não sem que se registassem baixas... Triste!!!

Quando eu penso: Pronto!!! Acabou a crise, agora vamos lá voltar a curtir a noite que está tão fantástica... Pimba!!! Novo ataque de histerismo acomanhado do já típico "a minha vida não tem sentido! O que é que eu cá ando a fazer!!! Como é que foi capaz? Eu não quero viver sem aquela pessoa!"...

Ó valha-me Santo Ambrósio, mas não tinha já passado a birra??? Irra!!! Mas o que é que eu tenho a ver com isso? Epá, se a pessoa não presta e tu sabes há muito tempo que nunca vão ficar juntos e que isso não passou de um relacionamento pontuado por meia-dúzia de quecas, porque é que te iludes??? Esqueçe!!! Parte para outra!!! E pimba, mais uma sessão de alimento de ego e tal porque és uma pessoa fantástica e não precisas de te sujeitar a estas merdas e não-sei-quê e prá frente e pra trás e tal e coiso e prontes... Olha, vai mas é pa casa, que já não te consegues divertir esta noite. Chora tudo o que tens a chorar e amanhã, com o novo dia, vais ver que as coisas se compõem na tua cabeça... Escusado será dizer que a bebedeira já ultrapassava o estado do razoável e foi por muito pouco que não levei com um presente em cima...

Pronto!!! Depois de algum esforço, lá consegui voltar para onde mais queria estar com quem mais queria estar e deixar esta minha faceta de Madre Teresa à pressão com malta que praticamente não conheço... Mas a minha frustração atingiria o auge quando o desespero alheio arranja outra vítima: eu!!! Sim, eu!!! "E porque é que disseste e porque é que fizeste? Pensava que podíamos ter uma amizade e não te sabia amiga da outra pessoa e eu não mereço e porquê eu? E porquê isto e porquê aquilo" Resposta: "Pára!!! Páras imediatamente que eu não tenho paciência para estes filmes e não tenho nada a ver com o assunto, ok???" E virei costas... Não que me servisse de muito mas 15 minutos depois de votar a pessoa ao desprezo, finalmente a pessoa achou por bem, fazer vontade à pobre da companhia que lhe tinha dado boleia e ir embora. Devo dizer que o meu sossego começou aí... E a verdadeira diversão também... Mas já era tarde e já estava a ficar cansada e merda!!!

Não queria ter sido tão dura, mas às vezes é o melhor... Quando as pessoas não querem acordar daquele sono profundo, só um forte abanão as poderá trazer de volta à realidade do dia-a-dia... Espero que tenha resultado...

Quanto ao resto :)))))))) Muuuuuito Bom!!!!!!! E Bonito!!!!! E Giro!!! E Divertido!!! E Engraçado!!! E Simpático!!! E Estimulante!!! E fiquemo-nos por aqui que é melhor... Vai mas é fazer a caminhada, mulhéri, que precisas de manter o ritmo... :))))))))))

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial