sábado, fevereiro 11, 2006

Impõe-se um Esclarecimento!!!

Estas imagens têm levantado imensas questões. E ainda bem que assim é: pelo menos resta-me o consolo de que andamos atentos e que nem tudo nos passa ao lado.
A pitucha chama a atenção para um link que nos leva a um blog de alguém que tentou confirmar a história na fonte. Ao que parece, não se trata afinal de um castigo a uma criança iraniana que foi apanhada a roubar pão, mas sim de um show montado, para provar que é possível fazer o que as imagens mostram, sem causar qualquer tipo de dano à criança. E a criança em questão foi paga para se sujeitar a tal show. Inclusivamente é-nos proporcionada a visão de uma foto que se diz ser posterior à experiência em que se constata que a criança não tem problemas de maior no seu braço esquerdo.
Não posso evitar fazer aqui algumas chamadas de atenção:
Em primeiro lugar, e mesmo que seja, de facto uma experiência, não me parece que a criança em questão tenha passado por tudo impávida e serena, sem que o medo a assaltasse. Mesmo que para isso tenha recebido dinheiro. E aqui começa outra questão: pagar a uma criança de 8 anos para se sujeitar a uma coisa destas??? Nem sei por onde pegar. Com o devido distanciamento das diferenças culturais, mesmo assim, não consigo entender!!!
Em segundo lugar, não me parece que as expressões da criança, durante o acto, demonstrassem que estava a passar por tudo sem qualquer tipo de sofrimento!!! Fosse ele físico ou emocional...
Em terceiro lugar: quem garante que as fotos que mostram a criança (aparentemente) bem de saúde são, de facto, posteriores a toda esta fantochada???
Mesmo que a criança tenha ficado fisicamente bem, é evidente o seu trastorno! Experiência (de mau gosto) ou não, não me parece que tenha sido salvaguardado o bem-estar do miúdo!!! Com, ou sem danos físicos não me parece que seja boa ideia sujeitar crianças a atrocidades deste e doutro género...
Disse e volto a dizer: as imagens falam por si! Também tnha reparado no pano por baixo do braço do miúdo, e pensei que não era lá muito coerente com o mal que queriam fazer à criança. Fiquei na dúvida. Mas, seja em que circunstâncias for, não me parece que esta seja mais uma história a ignorar, porque afinal precipitámo-nos e julgamos mal as imagens...

4 Comentários:

Às fevereiro 13, 2006 12:16 da tarde , Blogger Pitucha disse...

Tens razão Catarina com o que dizes. Eu só acho necessário ter cuidado com a manipulação de informação porque tem decerto objectivos diferentes daqueles que procura a nossa boa fé!
Que a criança sofreu é certo (ainda que só psicologicamente) mas a primeira versão da história visava mais atiçar ódios religiosos do que chamar a atenção para o sofrimento da criança. Acho eu.
Beijos

 
Às fevereiro 13, 2006 7:13 da tarde , Blogger Catarina em Lx disse...

pitucha,
obrigada pela chamada de atenção. Quem mexe em informação deve, de facto, ter um enorme cuidado. Acho que me faltou usar no outro post a palavra "alegadamente" algumas vezes. Contudo, mantenho tudo o que disse, e volto a garantir que a minha chamada de atenção nada tem a ver com religião. E quem me conhece sabe disso perfeitamente. Sou obrigada a admitir que as imagens, a cru, poderão ter um efeito diverso do que pretendi, mas cabe a cada um de nós não julgar à partida algo que pode não ser o que parece. É a nossa consciência individual que compromete a consciência colectiva.
Fico, apesar de tudo, muito feliz por nada disto ter passado despercebido... Se calhar é por este canal que podemos mudar alguma coisa...

 
Às fevereiro 14, 2006 5:32 da tarde , Anonymous Abel disse...

Nada desculpa fazer passar uma criança por etse acto que apelido de barbárie. Coms estas coisas os protectores dos animais não se preocupam. Talvez porque as crianças não ladram...

 
Às fevereiro 18, 2006 2:57 da tarde , Blogger Catarina em Lx disse...

abel,
apesar de ser algo inqualificável, há que não confundir as coisas. Sobretudo, e como várias pessoas já aqui chamaram a atenção, é necessário não confundir um episódio que alguém leva a cabo, com questões de nacionalidade, credo, raça, etc...

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial