sábado, julho 28, 2007

Visual novo

Pois que a menina tem um cabelo novo!!!
Já andava a ameaçar há uns dias, e finalmente consegui obrigar-me a ter tempo pa tratar do bicho... Pintar, lavar com a devida massagem ao couro cabeludo, um turbilhão de mãos, pente, tesoura e sabe-se lá mais o quê... e finalmente tive autorização para olhar para o espelho. Muito na onda daqueles programas de televisão, a menina abre a boca e fica maravilhada a olhar: "Epá, quem é aquela miúda gira???" Finalmente, acho que descobri o meu cabeleireiro. O senhor a modos que é um bocado louco, mas enfim... a malta habitua-se. E a modos que também é um bocado bruto, mas enfim... a malta habitua-se. E a modos que também é um bocado roto, mas enfim... não serão eles os maiores artistas??? Este senhor artista misturou uma série de tintas diferentes e olha, resolvi arriscar e deixar-me nas mãos do louco... Só lhe pedi que me deixasse em condições de poder ir trabalhar na 2ª-feira, ao que ele fica muito sério a olhar para mim... pausa... pausa... irra!!! Já chega de pausa... e responde: hum... ok. Acho que mesmo assim ainda dá... Só podia estar no gozo comigo porque a cor, até nem é nada do outro mundo: beringela, segundo ele. Cá pa mim é um roxo escuro, a atirar pó preto...
O corte... bom, o corte são outros quinhentos... o senhor artista é daqueles que corta com enorme espalhafato... e levanta o cabelo no ar com gestos rápidos, e a tesoura move-se em torno da minha cabeça com uma rapidez assustadora... e dá golpes bruscos em tiras de cabelo que surgem não sei muito bem de onde... e depois deu um golpe mesmo na manita do próprio... Segundo percebi é mais do que natural e habitual. Quando o senhor artista se entusiasma, estas coisas acontecem... Já estava eu a pensar que na pior das hipóteses teria de fazer um corte a atirar pó curto, para remediar tanta maluqueira, quando o momento de olhar o espelho chegou e eu não podia ter ficado mais contente com o resultado... Então não é que, finalmente alguém é capaz de perceber o que é que eu quero e de me fazer o que eu peço com um toque artístico de se lhe tirar o chapéu??? Só não sei se este despenteado vai ser fácil de manter quando, depois dos meus treinos matinas, tiver que dar um jeito ao cabelo pa ir trabalhar... A malta quer ser fashion, mas também quer coisas práticas... muito práticas.
Estou em crer que não vai ser um despenteado difícil... Cabeça para baixo, um cadito de quelque-chose nas pontas, dá-lhe com o secador, sacode a cabeça, levanta a cabeça e segue...
Vou ali dentro experimentar...

Ahhh!!! E baratinho que é o que se quer...

1 Comentários:

Às julho 28, 2007 4:49 da tarde , Blogger Ele há horas assim... disse...

E pronto...a menina até vai andar com mais vontade de passear na rua com o seu cabelo novo, cortado pelo roto louco...mas sensível pelos vistos. Afianl, como tu própria disseste...existe finalmente alguém que sabe o que querias fazer da farta cabeleira...

;-)

Beijinho

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial