quarta-feira, fevereiro 13, 2008

Há dias assim... #39

Quando um olhar se espraia no horizonte
Quando um som esvoaça por entre memórias e recordações
Quando um música desconhecida entra ouvidos adentro como se fizesse parte da mobília
Há emoções que não se explicam...
Há sensações que não se percebem...
Há dias em que o tudo e o nada estão ali de mão dada, lado a lado...
E lado a lado partilham as sensações que alimentam as emoções.
Há dias em que uma expressão fala mais que mil palavras... Um gesto, um olhar, um mimo que não se faz...
E quando uma palavra adquire outro significado
Quando um conceito se desconstrói e reconstrói
Quando as palavras se amaciam
Há dias em que o que não se tem vale mais do que se tivesse
Há dias em que a distância alimenta e apazigua
Há dias em que uma voz massaja ao de leve o espírito sedento te mimo
Quando o inesperado acontece
Quando o pudor se esvai
Quando as palavras se soltam
Há dias em que as emoções correm ao sabor de uma montanha russa
Há dias em que os picos...
Há dias em que apetece e apetece ainda mais e quase se deseja e deseja ainda mais
Há dias em que se navega ao sabor da vontade e esta nos leva céu afora num voo sem regresso
Há dias em que quero e desejo e sonho e sinto e espero e sorrio e desejo ainda mais e irrequieto-me e desafogo-me e desavenho-me.......
Há dias em que os conceitos e as palavras e os sonhos e os desejos e as emoções...
Há dias assim...

Etiquetas:

2 Comentários:

Às fevereiro 14, 2008 7:34 da manhã , Blogger Pitucha disse...

É, há sempre dias assim.
Beijos

 
Às fevereiro 14, 2008 7:44 da tarde , Blogger Catarina em Lx disse...

pitucha,
;)
Obrigada!!!
Bêjos

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial