sábado, setembro 29, 2007

Há dias assim... #30

Frente a uma tela branca a obra surge...
Frente a um teclado imaculado os dedos deslizam e ou ouvidos deleitam-se...
A criação é um processo misterioso, quase místico... Nada metódico ou rotineiro. Quase temperamental...
E quando observamos, ouvimos a obra, as emoções... Sempre as emoções. Hoje e sempre as emoções...
Quando o coração se amacia, as emoções fluem.
Quando os tabus se quebram, os sentimentos tomam forma...
Quando algo nos toca a alma, o coração, a pele arrepia-se...
E o que nos emociona hoje, amanhã pode ser a maior trivialidade.
Há dias em que o normal nos faz exultar de alegria...
Há dias em que o coração se amacia e se deixa tocar pelo trivial...
Há dias em que o trivial passa a ser especial e os pêlos eriçados deixam fluir uma energia desconhecida.
Há dias em que simples expressões despertam energias desconhecidas... e a barriga revolta-se e há suores frios e sorrisos sem sentido e pêlos em pé e...
E há dias em que a falta de uma simples expressão nos torna amargos e ásperos.
Habituamo-nos com demasiada facilidade ao que nos faz sentir de forma diferente o que há muito é tão trivial...
Há dias em que a incapacidade de lidar com o mundano é inequívoca.
Há dias em que o normal gera uma irritação inexplicável.
Há dias em que a falta de algo gera desespero.
Uma expressão, uma simples expressão...
Há dias em que uma simples expressão nos faz sentir o mar revolto que se agita cá dentro.
Há dias em que uma lembrança nos faz sorrir como há muito não...
Há dias em que revisitar um olhar nos inebria mais que mil garrafas do melhor tinto alentejano...
Há dias em que as emoções fluem e houvesse com que as alimentar...
Há dias em que energias novas se produzem e houvesse com que as produzir...
Há dias em que sentimentos se revisitam e houvesse com que os encarar...
Há dias...
Há dias assim...

Etiquetas:

6 Comentários:

Às setembro 30, 2007 7:42 da tarde , Blogger Daniela disse...

Há dias em que devíamos ser nós e deixamos de o ser!!
tá lindo... adorei!
bjs

 
Às outubro 05, 2007 1:58 da tarde , Blogger Catarina em Lx disse...

daniela,
e há dias em que acordamos de um pesado e longo sono e vemos que a vida são 2 dias e que é nossa obrigação estar de bem connosco...

 
Às outubro 05, 2007 5:38 da tarde , Blogger antoniomaia disse...

Gostei muito.
Não passava por aqui há uns tempos e adorei este texto.
A luta continua ahahahaha Força Catarina!

Uma vénia profunda de imensa saudade
antoniomaia

 
Às outubro 07, 2007 9:07 da tarde , Blogger Catarina em Lx disse...

caríssimo,
há quanto tempo!!! Obrigada pela visita e volta sempre!!! Bêjos.

 
Às outubro 09, 2007 6:09 da manhã , Blogger antoniomaia disse...

ahahaha não sou nada caro, sabes bem.
Mas tu teimas ahahah
Espero não te incomodar com os meus chatos emails :-) vou continuando, se permitires, já é uma doença :-) não consigo parar.
Quando aqui estive da ultima vez, recordei-me de quando te conheci, estavas sentada naquele restaurante lá ao junto ao Tejo... cheguei-me e... és a Catarina?... foi giro, estavas virada para a televisão vendo futebol :-) Depois fomos ao Pavilhão Chinês :-) Como eu era tão novo ahahahahahah

Sim, vou vir mais vezes, já está na lista de novo :-)

Muitas felicidades.
antoniomaia

 
Às dezembro 22, 2009 7:31 da manhã , Anonymous Anónimo disse...

declared minitracks pouliou lasting occurred ratio serialized typo solution processs cursory
semelokertes marchimundui

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial