sábado, abril 21, 2007

Raid @ Tapada

Pois que já foi... E que bem que foi!

Apesar do stress matinal com a porra do portão, conseguiram vir buscar-me e chegamos a tempo. Não foi muito agradável começar o dia assim e, principalmente passar o dia com o assunto na cabeça... Afinal, se a porra do portão não abrisse, estava um bocado pó presa em casa. Mas a coisa resolveu-se e isso agora é que é importante.

Passemos ao raid:
À partida até eramos uns quantos:


A "prova" era composta de 2 partes de 10 km cada. Para quem quisesse avançar para a 2ª, tinha que acabar a 1ª até às 12h10, o que nos dava 2h40 para a fazer. Pacífico!!! Mas havia que não perder o ritmo, não fosse o Diabo tecê-las.
Ora, como ultimamente até tenho andado um cadito, a coisa afigurava-se relativamente simples e o ritmo surgiu naturalmente. Mais lento que o costume, até porque o piso era irregular e o caminho longo. Longe das 1h25 para 10km, pensava eu, estava com receio de não conseguir chegar a tempo ao fim da 1ª parte. Até porque, pelo meio, surgiam umas subidinhas manhosas, do género:

Esta foi daquelas que deu luta. Não a pior. Mas quando lá cheguei acima, estava pronta para cair para o lado. E este raid serviu para uma coisa importantíssima: constatei (o que já desconfiava) que apesar de me aguentar com um ritmo digno de registo, os picos de esforço não são o meu forte... Subidas, basicamente é do caraças!!! Do caraças mesmo!!!

Mas lá em cima, esperava-nos uma vista...


... e um trilho um bocadinho mais regular. À chegada ao primeiro posto de abastecimento, os primeiros comentários: "Eh mulher, estás cá com um ritmo..." e a constatação de que everything is under control, uma vez que o tempo estava à justa, mas dentro do previsto. Só havia que não abrandar.
Mais à frente, ainda resquícios da tristeza que assolou a Tapada de Mafra há uns 2 ou 3 anos:

E depois??? Depois o piso piora. As chuvadas de ontem ainda se notavam, e quase faziam estragos. É!!! É isso mesmo... A modos que torci um pé e andei práli aos papéis a ver se não me espatifava encosta abaixo e se o estrago não era verdadeiramente desastroso.

Lá andei, num esforço imenso a ver o chão mais perto, oooooohhhhhhhhh... e de novo equilíbrio!!! Certifiquei-me que o pé estava no sítio e inteiro e sem mazelas de maior e siga!!! Pá frente é que é caminho e não se pode perder o ritmo... Até porque, para se conseguir tirar fotos decentes, tem que se avançar um pouco mais, para depois poder "perder" o tal tempo do click...
E de repente... quando eu penso que ainda devem faltar uns 2km...


O 2º posto de abastecimento... ou seja, os 10km. E o relógio? 1h50... Epá!!! Nada mau!!! Estava contentinha... tinha chegado 40min antes do tempo limite para partir para os 2º 10km. Água, 1 biscoito, e 1 maçã. 15 minutos de descanso, e de espera pelos últimos resistentes do grupo e... here we go again. Falta outro tanto.
E logo ali, quando ainda nem sequer sabíamos o que nos esperava:

E depois uma subida do caraças!!! Uma coisa de que não estava à espera e que me obrigou a parar por 2 vezes para conseguir respirar... Irra, que a gaja era tramada!!! Chiça!!! Não teria mais que uns 700m, mas a ranhosa era íngreme, longa, irregular, persistente, piiiiiiiiiiiii...
E lá em cima:


Os 2º 10km decorreram de forma mais fluida que os 1º. Quando dei por ela, e depois da minha subida "fantástica", estava no posto de abastecimento dos 15km. Aquele bom resultado deu-me um alento enorme e a modos que dei corda ao turbo... Podia ter sido melhor, porque parei algumas vezes para as fotos da praxe. São só 84. E 2 vídeos...
1h50 depois... o fim. Ou seja, no total, 3h40 mais 15 minutos de pausa, o que, se não me falham as contas dá uma média de 11 minutos para cada kilómetro, ou de 5,45km/hora. Piso irregular, escorregadio por vezes, subidas e descidas, subidinhas ranhosas e descidinhas ainda mais manhosas... Não me parece mau...
No último posto de abastecimento, onde me esperava muita água, esperava-me também uma surpresa:

Mãe e 3 filhos perderam a timidez e aproximaram-se da malta... Já tinhamos avistado uns quantos gamos, logo no início do raid, mas os sacaninhas foram tão rápidos que a máquina não registou nada. Apenas a memória. Mas esta javali era uma querida. Passeou-se e passeou-se e passeou-se... Só faltou pedir festas.

Terminada a jornada, estava na hora da paparoca. E devo aqui deixar registado: é nos pormenores que está a verdadeira felicidade!!! Pois que não podia deixar de ir ao meu restaurante favorito aqui na zona, comer a bela da cataplana de cherne. O sol entrava pela janela adentro e aquecia-me o rosto e a alma. O manjar era digno de Deuses, como sempre. O ambiente é perfeito e a simpatia do dono (que já nos conhece e diz sentir a nossa falta quando passamos mais uns tempinhos sem lá ir) inigualável. Sentia-me excelente. Não fosse a porra da bolha no pé e nem me lembrava dos 20km.
Dalí, fomos até à praia. Apanhei um molha do outro mundo, quando a fugir duma onda maior, tropecei em mim mesma (e aqui sim, lembrei-me dos 20km) e pimba!!! no meio do chão e leva lá com a onda!!! Risota, claro e perdido por cem, perdido por mil... Só não fui ao mergulho porque o kit da praia estava no carro QUE PERMANECIA FECHADO NA GARAGEM CUJO PORTÃO NÃO ABRIA... Não tinha toalha. Não tinha bikini. Não tinha chinelos. E não ía molhar o carro de outrém... Passear pela areia aliviou-me as dores nos pés e aqueceu-me a alma. O sol estava fortezito para a altura do dia e do ano, e eu sorria!!! Sorriso estúpido, mas que querem... Não faltava muita coisa... Só uma... :)

3 Comentários:

Às abril 21, 2007 11:56 da tarde , Anonymous medon disse...

olá! Isso parece engraçado, esses passeios! Aqui pelo norte nunca vi nenhuma iniciativa como essa. as melhoras do pé! bj e bom fim de semana

 
Às abril 23, 2007 9:38 da tarde , Blogger Catarina em Lx disse...

medon,
é mesmo muito giro... mas investiga bem, olha que deve haver... espreita os sites das câmaras municipais e... bons passeios!

 
Às abril 24, 2007 10:31 da tarde , Blogger Nuno disse...

Nuno Medon F. a bem dizer....lol, se bem que o meu nome é bem maior do que este.... Desde que tenho carro ( há 11 meses) e carta de condução, raramente ando a pé. Quer dizer, qdo vou ter com o meu primo, estaciono o carro, bebemos um café e tentamos andar uma hora a pé, mas isso acontece aos fins de semana! beijos. Tenho um espaço, mas desde já que te asseguro que não é nada de especial e nem vale a pena comentar. beijos e bom feriado!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial