domingo, fevereiro 11, 2007

Perdoem-me...

Perdoem-me a ignorância, a intolerância ou intransigência... ou que quer que seja...

Mas como é que é possível a primeira reacção ao referendo ser uma enorme comemoração aos ainda enormes níveis de abstenção???

Que o "Não" esteja feliz porque o resultado (aparentemente) favorável à despenalização da IVG, não é vinculativo, ok... Mas comemorar da forma escandalosa que se viu??? Festa????? Só falta os foguetes... Ou será que nem isso?

Desculpem, mas um referendo é o expoente máximo da democracia... Se somos chamados a pronunciar-nos sobre algo, é nossa obrigação, enquanto cidadãos, responder...

E depois, vemos uma cambada de gente a comemorar os níveis de abstenção???

Perdoem-me, mas não percebo! E fico revoltadíssima com isto!!! Esta comemoração é um claro escamotear da realidade... A meu ver, o resultado não é vinclativo mas é expressivo! E não tardará, concerteza muito tempo, até que esta lei seja revista... se não em sede própria... em sede alternativa.

E fica um recado: se o português não é capaz de se exprimir democraticamente, então demos lugar, de uma vez à democracia representativa e confiemos uma tão importante decisão, nas mãos dos 230 Deputados à Assembleia da República... Também foi para isto que foram eleitos...

Se é preferível não participar nas decisões, então parece-me que aqueles que não se querem dar ao trabaho de se deslocarem às urnas para mostrar a sua opinião, não terão grande legitimidade para emitir qualquer outra opinião em qualquer outra sede...

Irra!!! Exaspero com estas tangas!!! Se todos temos opinião, porque não dá-la no local próprio?!?!?!

Cá por mim proponho: olhe-se para o exemplo do Brasil - o voto é obrigatório... A pensar!!!

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial