segunda-feira, fevereiro 20, 2006

Às vezes...

... só queria sentir o tédio de uma tarde de Domingo chuvosa, sem nada para fazer. Às vezes só queria ter a cabeça vazia e o cérebro parado. Às vezes queria carregar no botão do rewind. Às vezes queria não querer. Queria não pensar, não sentir, não nada... Às vezes queria estupidificar a olhar para uma parede branca. Às vezes queria devorar o mundo, correr sem destino. Às vezes queria vaguear de olhos vendados, sentindo os odores do ar puro, ouvindo o barulho ensurdecedor do silêncio. Às vezes não me importava de sofrer um bocadinho para me cetificar da minha Humanidade. Às vezes queria poder escrever os nossos nomes com letra minúscula. Às vezes queria carregar no stop da vida, apreciar calmamente o momento e depois voltar ao play. Muitas vezes queria ter na mão o comando com o pause. Mas às vezes queria o mundo na minha casa, e às vezes queria o meu canto deserto sem oásis.

Às vezes queria apenas paz e sossego... apesar de ser cliché.

E às vezes o bater do coração faz-me querer outras vezes. Às vezes queria às vezs não pensar...

6 Comentários:

Às fevereiro 21, 2006 12:08 da manhã , Anonymous Anónimo disse...

às vezes é salutar mandarmo-nos de cabeça sem olhar a consequências

 
Às fevereiro 21, 2006 9:50 da tarde , Blogger Catarina em Lx disse...

anonymous,
é... tens razão. Mas às vezes é tão difícil...

 
Às fevereiro 21, 2006 11:12 da tarde , Blogger grao_de_po disse...

eu gostava de viver num mundo sem doutores ou amiguinhos.

 
Às fevereiro 22, 2006 10:09 da tarde , Blogger Catarina em Lx disse...

grao_de_po,
nao trato quase ninguém por doutor. Os amiguinhos é mais difícil...

 
Às fevereiro 23, 2006 1:01 da manhã , Blogger Folha de Chá disse...

Às vezes vais de certeza ter tudo isto que desejas. :)

 
Às fevereiro 24, 2006 8:59 da tarde , Blogger Catarina em Lx disse...

folha de chá,
às vezes sabe bem ouvir palavras amigas. Obrigada!!!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial