segunda-feira, setembro 03, 2007

Impotência

Há momentos, memórias, lembranças que doem tanto como lá, na altura, no preciso momento em que tudo se dava...
Cá dentro está tudo preso, num grito que não sai, numa lágrima que não cai, num murro que não dou...
Nada é mais doloroso que o testemunho do sofrimento alheio sem o poder em mãos próprias...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial