terça-feira, março 20, 2007

O Tempo...

O tempo...
O que passa e o que não passa.
O que é necessário e aquele de que não abdicamos.
O tempo que faz, o tempo que demora.
E o que não demora.
O que precisamos, e o que não prescindimos.
O indispensável e o tempo certo.
O que preciso e o que quero.
Nem sempre certos, nem sempre compassados, nem sempre razoáveis.
O tempo que passou e não foi suficiente, e o que está por vir e permanece ansiado.
O tempo que eu preciso.
Não é real nem comensurável. É o meu tempo. O meu...
O meu tempo.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial